Ossãe

Assim como Oxóssi, é um Orixá que habita as florestas. Muito cultuado nos terreiros, também chamado de Ossanha. É um Orixá que em alguns terreiros do Brasil o cultuam como divindade feminina. Dizemos que é um Orixá de muito fundamento no Culto. Sincretizado como São Cristóvão. É o Orixá de contato mais íntimo com a natureza, sendo que todos os rituais, dos mais simples aos mais laboriosos ou de fundamento, não podem ser executados sem que a sua energia não se faça presente, pois Ossãe é o Orixá a que se destinaram todas as folhas e ervas. Cada Orixá tem o seu conjunto de ervas, que se destinam aos banhos energéticos ou de descarrego, como são conhecidos, dos seus filhos de cabeça. Porém, antes disto, toda erva é de Ossãe.

Não é divindade das lutas ou de grandes amores, ele é da técnica, do emprego correto das folhas e das ervas medicinais na busca do equilíbrio espiritual e material, o que estabelece o contato entre o homem e as divindades que em prática é a sua própria essência. Por estas características dizemos que Ossãe é o médico da Umbanda, Orixá ligado a medicina.

Os filhos de Ossâe geralmente apresentam caráter equilibrado e são pessoas capazes de controlar seus sentimentos e suas emoções. São aqueles que não permitem que suas simpatias e antipatias individuais intervenham em suas decisões ou influenciem as suas opiniões sobre quaisquer pessoas e também qualquer acontecimento.  Essa capacidade de discernimento frio e racional, porém, é o responsável pela sua falta de interesse em mexericos ou falatórios. Os filhos de Ossâe apresentam um comportamento muito reservado, não é introvertido, mas não se faz notar pelas suas atividades sociais. Os filho de Ossâe tem certa atração pela religiosidade e pelos aspectos ritualísticos da realidade em geral. A ordem, os costumes, as tradições e os gestos marcados e repetitivos, os fascinam, não no sentido das pessoas que querem a repetição das mesmas e imutáveis relações sociais, mas no que elas têm de místicas. São consequentemente meticulosos nunca se deixando levar pela pressa ou pela ansiedade, pois são extremamente caprichosos e perfeccionistas.